(43) 3027-6565
Seg. a Sex. 8h - 18h
Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

22/03/2021

Novo Padrão Copel 2021 - norma Copel padrão entrada 2021

Relógio medidor de energia

 

Saiba quais são as especificações e as novas regras para o Novo Padrão Copel 2021 - norma Copel padrão entrada 2021

 

Se você chegou a esta página, deve estar em busca de informações a respeito dos padrões de energia, ou padrões de entrada de serviço estabelecidos pela Companhia Paranaense de Energia – COPEL.

Por isso, reunimos aqui algumas das principais informações sobre as novas exigências e normas de segurança para instalações das caixas de medição, disjuntores, fiação etc. – O Novo Padrão Copel 2021.

 

Tópicos que você vai encontrar neste post:

Clique para ir direto ao tópico!

 

 

 

 

 

O que é Padrão Copel?


A COPEL estabelece um padrão de segurança para postes e caixas de medição que canalizam energia das centrais da Companhia para dentro da casa do consumidor.
O Padrão Copel - Padrões de Entradas de Serviço - também chamados de Padrão de Luz ou Padrão de energia, são aplicados nas instalações para consumidores residenciais, comerciais e industriais. 

 

Alterações no padrão da entrada de serviço (Novo Padrão Copel de Energia).


O padrão da entrada de serviço para atendimento às solicitações de microgeração distribuída, atendidas em baixa tensão com disjuntor geral de proteção de 175 e 200A, sofreu alterações e passou a ter características diferentes do padrão de entrada para atendimento às unidades consumidoras.
Desde o dia 01/01/2021, a COPEL exige um novo padrão, que altera o lado do visor e do disjuntor.

 

 

 

 

Quem deve utilizar o Novo Padrão?

 

Esta norma aplica-se ao acesso de microgeração e minigeração distribuída ao sistema de distribuição da Copel abrangidos pela Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, ou seja, que acessem o sistema elétrico através de unidades consumidoras e que façam a adesão ao Sistema de Compensação de Energia Elétrica, com potência instalada de geração até 5 MW para cogeração qualificada, nos termos da Resolução ANEEL nº 235/2006, ou demais fontes renováveis (Conforme redação dada pela ReN ANEEL nº 786/2017, que altera a ReN ANEEL 482 de abril de 2012).

 

 

 

 

O que muda? Quais são as alterações?

 

A partir da publicação da edição de março/2020 da NTC 901100, a Copel passou a adotar um novo padrão para a conexão de unidades consumidoras em baixa tensão.

O disjuntor de proteção individual passou a ser conectado após o medidor, de modo que o medidor passou a ficar permanentemente energizado.
Lado do visor das caixas de medição.

 

 

 

 

Onde encontrar materiais aprovados pela COPEL e pelo INMETRO?

 

A ELETRO LL Loja de materiais elétricos é pioneira em montagem e instalação do padrão COPEL em Londrina e região.

Nossa loja está localiza há mais de 20 anos em Londrina, na Avenida Guilherme de Almeida, 883 – CEP 86042-001.
Temos tudo o que você vai precisar na hora de instalar e montar a caixa de medição para receber energia elétrica em sua casa, construção, chácara, estabelecimento comercial ou indústria.
Garantimos também uma equipe técnica especializada na instalação, montagem ou mudança de fase para o recebimento do serviço de fornecimento de energia elétrica da COPEL.
Entre em contato conosco clicando aqui ou pelo telefone: (43) 3027-6565.

 

 

 

 

Dúvidas e perguntas frequentes

 

A seguir, apresentamos algumas perguntas e respostas sobre montagens de padrões de entrada:

 

1) Esquema de ligação elétrica interna, quando utilizada caixa do padrão antigo:

Esquema de ligação elétrica interna - padrão antigo

Em vermelho a NOVA ligação do ramal de entrada, conectando na entrada do medidor:

Nova ligação do ramal de entrada - Copel

Em vermelho a NOVA ligação do jumper e do ramal alimentador, conectando a saída do medidor até a entrada do disjuntor e depois indo para as instalações internas do consumidor:

Nova ligação do jumper e do Ramal Alimentador

 

A Placa de Sinalização

 

deverá ser fixada na tampa da caixa, logo abaixo do visor e do lado externo. Nas caixas poliméricas com tampa transparente poderá ser fixada no lado interno da tampa. Deverá ser fixada através de parafuso ou rebite, confeccionada em lâmina de acrílico, com letras pretas e fundo branco, ou em alumínio com gravação em baixo relevo, com letras pretas e fundo na cor do alumínio. As dimensões e dizeres devem atender conforme desenho abaixo:

Placa de sinalização da caixa medidora de energia elétrica

Abaixo temos a localização da Placa de Sinalização na tampa da caixa de medição:

Localização da placa de sinalização da caixa medidora de energia elétrica

 

2) Posso montar um padrão de entrada novo utilizando uma CAIXA NOVA?

 

Sim, pode. Deverá ser montada considerando a NOVA LIGAÇÃO, com o ramal de entrada chegando primeiro no medidor e depois indo para o disjuntor. Como é caixa NOVA, não precisa placa de sinalização.

Abaixo temos um exemplo de como deve ficar a ligação:

Padrão de entrada utilizando uma caixa nova

 

3) Qual caixa posso utilizar em uma AMPLIAÇÃO de agrupamento que contém CAIXAS ANTIGAS?

 

Poderá ser agrupada uma caixa ou módulo de medidores do padrão NOVO ou do padrão ANTIGO. Porém, caso seja utilizada caixa/módulo de medição do padrão ANTIGO, a montagem deverá ser considerando a NOVA LIGAÇÃO, ou seja, com o ramal de entrada chegando primeiro no medidor e depois indo para o disjuntor e com instalação de Placa de Sinalização.

 

4) Qual caixa posso utilizar em uma AMPLIAÇÃO de agrupamento que contém somente CAIXAS NOVAS?

 

Obrigatoriamente utilizar somente caixa ou centro de medição do modelo NOVO, montadas considerando a NOVA LIGAÇÃO, com o ramal de entrada chegando primeiro no medidor e depois indo para o disjuntor. Como é caixa NOVA, não precisa placa de sinalização.

 

5) Agrupamento de medições já vistoriados e ligados, mas que ainda faltam ligar uma ou mais unidades consumidoras, precisam realizar a inversão elétrica nestes espaços ainda não ligados?

 

Não. Agrupamentos de medições que já foram vistoriados e ligados, não precisam efetuar alterações nas posições/espaços ainda não ligados. Somente eventuais ampliações neste agrupamento é que deverão atender as condições descritas nas perguntas 3 e 4 deste informativo.

 

6) Agrupamento de medições em prédios com projeto e vistoria já aprovados, mas que ainda faltam ligar uma ou mais unidades consumidoras, precisam realizar a inversão elétrica nestes espaços ainda não ligados?

 

Não. Agrupamentos de medições que já foram vistoriados e aprovados conforme projeto elétrico, não precisam efetuar alterações nas posições/espaços ainda não ligados. Somente eventuais ampliações neste agrupamento, que não estejam previstas em projeto, é que deverão atender as condições descritas nas perguntas 3 e 4 deste informativo.

 

7) Existe obrigatoriedade da mureta em alvenaria para o padrão frontal?

 

Não. Conforme Figura 11.1.6 da pág. 81 da NTC 901100,  pode ser fixada através de braçadeiras. Abaixo temos a montagem informada:

Montagem da caixa de medição


DPLS/VNTD – Divisão de Normalização Técnica da Distribuição.

 

 

 

 

 

 

Links de apoio

 

Normas técnicas COPEL

Anexo da NTC 901100 – informações adicionais

Site da COPEL